Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Pior Banda do Mundo

08.06.15

A Pior Banda do Mundo

José Carlos Fernandes

Uma obra ímpar na BD portuguesa

Nota 5/5.

É uma BD com muito humor, foi isso que me chamou a atenção em primeiro, tendo em conta que as minhas leituras em BD procuram sempre emoção e aventura. Mas é a inteligência o que mais ficou na leitura do ‘Pior Banda do Mundo’. Uma BD feita de histórias curtas, apontamentos soltos sobre o quotidiano, que se somam num renovado fascínio pelo mundo retratado nos desenhos. Personagens com vivências ou funções absurdas, mas com olhares vivos e peculiares sobre as coisas, na minha memória ficou de que forma a banalidade pode ser a força que regula a vida. Isso também é um ponto forte, tantos anos decorridos e ainda lembro de muitas dessas histórias.

O autor criou um mundo de uma sensibilidade tão própria que eu tenho de recomendar a leitura a toda a gente, é uma obra meritória a todos os níveis

Nota: Opinião publicada na rubrica "Discussões à volta de BD" do Não Percas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

X Festival de BD de Beja

17.05.14
Capa de Susa Monteiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00

Understanding Comics

30.06.12

Understanding Comics

Scott McCloud

Harper

Foi uma leitura divertida e inspiradora sobre o mundo da Banda Desenhada.

Nota 4/5.

Já há muitos anos que tencionava ler este livro, tinha ouvido falar bem por diversas vezes e tinha bastantes expectativas. Esperava que fosse algo focado em técnicas narrativas e o mais que pudesse aprender para criar BDs mas foi algo mais, muito mais. É uma BD que expôs um olhar profundo sobre a BD, a sua linguagem, sua história e seu futuro. O poder de expressão que é potenciado pelo formato da BD e em que difere dos das outras formas como literatura, cinema e televisão.

Tem bastante conteúdo teórico e podia quase sentir que tem uma aproximação académica sobre o assunto, mas achei sempre uma leitura divertida, as páginas eram um exemplo perfeito do que estava exposto e não ficaram dúvidas que o Scott McCloud é um autor que sabe aplicar de melhor forma a narrativa em BD.

Dirige-se não só aos autores, leitores e curiosos da BD, mas a um público vasto. Acho que é um livro que conquistará o leitor, que mostra as potencialidades que só mesma a BD é capaz de ser.

No final da leitura fiquei surpreendido com o tanto que aprendi e o que posso imaginar que ainda falta.

Estou curioso com os seguintes livros do autor, Reinventing Comics e o Making Comics, que devem ser mais específicos sobre o labor da BD.

O autor continua a impulsionar a Arte que é a BD e fundou um evento anual e mundial, 24 hour comic, que consiste em desenhar uma bd de 24 páginas em 24 horas, uma autêntica maratona, e que participei pela primeira vez no ano passado na companhia da Ana C. Nunes.

Nota: um agradecimento especial à Ana Nunes por me ter emprestado o livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:52


Feira do Livro de Braga

Braga, 3 de Julho a 19 Julho


A ler


Goodreads: Link

.


Goodreads: Link

Sugestão


Opinião: Link
Goodreads: Link

.


Opinião: Link
Goodreads: Link

Classificação

0 - Desisti.

1 - Mau!

2 - Desgostei/indiferente.

3 - Gostei/aconselho.

4 - Recomendo!

5 - Obra-prima.



Mais sobre mim

foto do autor


Leitor

rui alex


Posts mais comentados


Pesquisa

Pesquisar no Blog